UB oficializa Soraya Thronicke como candidata a presidente

Informação sobre possibilidade de senadora concorrer como cabeça de chapa surgiu no início da semana

Publicado sexta-feira, 05 de agosto de 2022 às 14:34 h | Atualizado em 05/08/2022, 14:35 | Autor: Da Redação
Na foto, o vice da chapa, Marcos Cintra, Soraya Thronicke e o presidente nacional do UB, Luciano Bivar
Na foto, o vice da chapa, Marcos Cintra, Soraya Thronicke e o presidente nacional do UB, Luciano Bivar -

Partido com maior tempo de televisão nestas eleições, o recém-criado União Brasil (UB), fruto da fusão entre Democratas (DEM) e Partido Social Liberal (PSL), disputará a eleição presidencial deste ano com a senadora sul-mato-grossense Soraya Thronicke. A oficialização aconteceu nesta sexta-feira, 5, na convenção nacional do seu partido, em São Paulo.

Com 49 anos de idade, Soraya foi eleita senadora em 2018 pelo extinto PSL. Sua vida política começou em 2017, com a filiação ao Partido Novo. Em seu primeiro discurso como candidata a presidente da República, a sul-mato-grossense, que apoiou Bolsonaro na última eleição, criticou o que ela chamou de “radicalismo”. “Em 2018, votamos para tirar o que estava errado. Agora, em 2022, votaremos para tirar o que também não deu certo”, disse.

O vice da chapa encabeçada por Soraya é Marcos Cintra, também do União Brasil. Anteriormente, um convite foi feito para que o general Santos Cruz (Podemos) representasse a chapa como vice. Economista, Cintra foi vereador e deputado federal por São Paulo, além de secretário especial da Receita Federal do Brasil, indicado por Bolsonaro em 2019.

O União Brasil preferiu não se juntar a partidos da chamada “terceira via” para lançar a pré-candidatura de Luciano Bivar. Desde a desistência do presidente do partido em concorrer à vaga ao Planalto, na semana passada, houve informações, não confirmadas, de que o UB negociava acordo com o PT para estas eleições. Bivar disputará a reeleição à Câmara dos Deputados.

Soraya terá como adversária no pleito uma colega de casa legislativa e conterrânea, Simone Tebet (MDB), que teve sua candidatura à Presidência da República confirmada na semana passada e a vaga de vice, com Mara Gabrilli (PSDB), anunciada na última terça-feira, 8. No entanto, Tebet teve sua pré-candidatura anunciada no final do ano passado e chegou a pontuar 4% nas pesquisas no mês passado.

Publicações relacionadas